>Review – Black Dynamite

Publicado: abril 14, 2011 em Black Dynamite, filme, review

>

Como prometido ontem, aqui está o post sobre Black Dynamite.
Se vocês pensam nos filmes da década de 70 provavelmente pensam em lutas mal feitas, tiroteios infinitos com armas que não precisam ser recarregadas, pornografia embutida (não sejamos hipócritas, anos 70 sempre mostravam mulheres mostrando a mata nativa), e é claro, temática do crime.
Nos filmes de negros bad-ass (houve uma geração só com esses filmes, por exemplo Black Samson) era similar, com um porém, a maior parte, se não todo o elenco era composto de afro-americanos e mostrando a realidade das drogas, prostituição e cafetinagem.
Black Dynamite é uma grande sátira aos filmes dessa época.

Tudo começa no porto da cidade, quando um bando de traficantes discute com seu fornecedor quando o mesmo dá a entender que existe um delator naquele meio.
Após identificarem e matarem o cagüeta a situação complica.
O cadáver era o irmão de Black Dynamite.
Tudo estaria bem se Black Dynamite não fosse o cafetão mais overpower que já andou pela terra.
Black Dynamite consegue transar com 5 mulheres ao mesmo tempo, bater em 5 mestres de kung fu e enfrentar gangues inteiras usando só seu nunchaku e seus punhos.

Black Dynamite jura vingar seu irmão e para fazer isso conta com a ajuda de alguns amigos, como o Cafetão Creamcorn, seu velho amigo Bullhorn e os membros do Movimento Panteras Negras.
Como todo filme clichê, e olha que eles usam vários só nesse filme, existe uma mocinha que se nega a ir para a cama com Dynamite por achá-lo muito canalha (Han Solo feelings) até que ele prova seu valor ajudando-a a tirar das ruas uma droga que foi parar até nas mãos de crianças num orfanato.

A trilha sonora é incrível, explorando toda a musicalidade dos anos 70, sem contar que as letras narram os acontecimentos do filme.
O figurino também está perfeito, principalmente na reunião de cafetões que mostra vestuários diversificados.
É uma comédia de ação muito boa, apelativa e cheia de frases de efeito.
Segue a mesma linha que os filmes de Robert Rodriguez(Machete por exemplo), e apesar de não ter sido muito divulgado no Brasil possui alguns fãs espalhados por ai.
É um filme que eu dou nota 10 sem pensar duas vezes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s