>Eu Quero Acreditar #2 – Desaparecimentos misteriosos

Publicado: março 23, 2011 em Uncategorized

>

Segunda edição de um dos posts de maior sucesso do blog (não que isso seja muita coisa, mas de onde surgem os leitores, isso sim é um mistério).
Hoje o tema do nosso top 5 será: Desaparecimentos Misteriosos. Acompanhe a seguir.

5-Atlântida

Essa cidade perdida é um mistério quase que completo pois ninguém sabe se ao menos existiu e é um clássico dos pesquisadores da história. Os primeiros relatos foram sobre ela foram feitos por Platão, mas não sabe-se se era uma espécie de metáfora sobre moral ou uma cidade em si. Ninguém afirma o motivo de seu desaparecimento com certeza, pode ser terremoto, tsunami, desgelo das calotas polares ou sabe-se lá o que. Existem teorias mais recentes de que a cidade se encontre perto da Espanha, mas ainda carece de pesquisa.

4-Roanoke – A população que sumiu

A ilha de Roanoke foi uma das primeiras tentativas de colonizar os EUA, em 1587, mas que deu muito errado. 113 pessoas sumiram do nada, deixando as coisas no mesmo lugar onde se encontravam e um tronco onde estava escrito “CROATOAN”.  Croatoan é o nome de uma ilha mais abaixo de Roanoke mas o destino ou sei lá o que impediu os colonos  que voltavam da Inglaterra de irem averiguar. Nada se sabe dos desaparecidos.

3- Triângulo das Bermudas

Outro caso clássico. O Triângulo das Bermudas não é um lugar que desapareceu, mas um lugar onde coisas desaparecem. Há inúmeros relatos de barcos ou aeronaves que simplesmente sumiram do mapa ao adentrarem essa área, sem deixar nem um fragmento que fosse para imaginarem o que aconteceu.

2- As Montanhas de Kunlun

As montanhas de Kunlun não estão desaparecidas, estão no mesmo lugar que sempre estiveram,entre a Índia e a China, porém, há um mito sobre a Cidade de Jade do Imperador Amarelo. Tá bom, e daí? E daí que essa é uma cidade que tecnicamente viaja entre dimensões e aparece no nosso mundo a cada determinado período de tempo.

1-Experimento Filadélfia

É relativamente normal ver coisas desaparecendo, coisas grandes como um navio então você já pode esperar que não tenha volta, mas esse não foi o caso do Experimento Filadélfia. É um dos poucos casos onde o que desaparece acaba retornando no mesmo lugar num determinado espaço de tempo, e eu não estou falando de quando tomam a última lata de cerveja e substituem por uma comprada em cima da hora pra você não reparar.
Aparentemente foi um teste da marinha dos EUA, onde um destróier em tese passou por uma espécie de teletransporte.
Medonho.

Sugestões e pedidos de posts, coloquem nos comentários ou nos mandem um e-mail, como podem ver ali do lado.
Vida longa e próspera!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s